Doutor político

por Nuno Martins 0

Até na ilegalidade e no crime compensa ter altas habilitações literárias. Senão vejamos: (ao doutor vou chamar Doutor e ao pouco habilitado vou chamar, para não ferir susceptibilidades, o meu nome) Se o Nuno sai do supermercado sem pagar um pacote de arroz, rouba.

O Doutor se fica com milhões de euros do Estado, desvia. O Nuno furta. O Doutor apropria-se. O Nuno é ladrão. O Doutor é político, ou tem fortes ligações a políticos. Depois, se forem apanhados, vem a pena. Para o Nuno cadeia. O Doutor político paga uma fiança, ficando com a maior parte do que meteu ao bolso, e está tudo bem. Noutros casos leva pena suspensa, e na pior das hipóteses perde o mandato político que exercia. Mas prisão só mesmo para o Nuno.

Consequências perante a sociedade: o Nuno fica a ser olhado de lado, é um criminoso. O Doutor político foi vítima de uma cabala dos opositores e entre os seus pares ainda é um herói. No futuro o Nuno terá dificuldade em arranjar emprego, será excluído da sociedade, é uma mancha negra que terá de viver de parte para não "contaminar" os cidadãos de boa índole. Quanto ao Doutor político ainda é capaz de se candidatar a um novo cargo político e, ironia das ironias, o povo fazê-lo vencer.

Até para se ser gatuno dá jeito ser Doutor!

Nuno Martins

Sou o Nuno, nasci no Porto em 1978 e sempre vivi em Alvarelhos. Poder dizer o que penso e não o que os outros querem que eu diga é para mim a maior conquista do 25 de Abril. Essa é a principal premissa deste espaço, por isso posso dizer também e com orgulho que a Trofa é minha!

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.