Que o Muro continue a dizer SIM

por João Mendes 0

Num dos seus últimos artigos de opinião n’O Notícias da Trofa, o meu amigo e companheiro de algumas lutas, o professor Moreira da Silva, reflecte sobre o espectro das candidaturas independentes, onde a dissidência e o ajuste de contas abundam (e de que maneira!). Não podia estar mais de acordo com o professor: alguns SIMs são valentes NÃOs. Felizmente, tenho o prazer e a orgulho de habitar num concelho onde um SIM se distancia da política dos ajustes de contas e das intrigas partidárias. Um SIM que honra uma longa tradição – uma tradição que inclusive começou com o próprio professor Moreira da Silva – de gentes destemidas que, ao invés de receber ordens de Lisboa, fazem política das pessoas para as pessoas.

O SIM – Sempre Independentes pelo Muro é o SIM de continuidade de um projecto feito dos murenses para os murenses que trabalhou e apresentou resultados concretos durante quatro anos. Um SIM de pessoas humildes e trabalhadoras, que colam os seus cartazes, erguem os seus outdoors e dão a cara por um projecto para o Muro que não depende da aprovação de uma distrital que se está nas tintas para a freguesia do Muro. Que não depende de jogos partidários de danças de cadeiras. Que não precisa de atrair pessoas com porcos no espeto e cerveja à borla. Que não é cúmplice de práticas eleitoralistas feitas com o dinheiro dos nossos impostos ou manobras de propaganda financiadas pelo erário público. São pessoas como nós, sem assessores pagos a peso de ouro, boys avençados ou oportunistas à espera de ajustes directos.

O SIM – Sempre Independentes pelo Muro é o único projecto no qual tenho a certeza absoluta que votaria, o que infelizmente não é possível por viver noutra freguesia. Não apenas porque são independentes, ou porque lá tenho pessoas por quem nutro amizade e a mais elevada consideração e estima, apesar de serem dois factores que não poderia ignorar, mas, essencialmente, por serem tão plurais a ponto de terem no seu núcleo pessoas com sensibilidades que vão da esquerda à direita, sensibilidades essas que são postas de parte por um valor superior que é o bem-estar de todos os habitantes da freguesia do Muro. Por ser uma equipa constituída por murenses que a população conhece, que estão em todas, da Festa de Rua ao coro da igreja. Porque intervêm e dão de si à comunidade para a qual trabalham todos os dias. Porque estão nas associações e na luta pelo metro. Porque a luta deles, ao contrário da maioria dos restantes, não precisa de aprovação de partidos, dos interesses dos partidos, das jogadas dos partidos ou das ambições dos líderes dos partidos. A luta deles é o Muro, nada mais.

O SIM – Sempre Independentes pelo Muro é a demonstração de que existe coragem para enfrentar, olhos nos olhos, as gigantescas e monstruosas máquinas partidárias, que movimentam quantidades absurdas e obscenas de dinheiro, que promovem e perpetuam um combate político desigual e que procuram destruir os seus adversários pela via do boato e da mentira. Note-se o exemplo de um ex-autarca do PSD trofense, que à falta de argumentos para atacar a candidatura independente do Muro, procurou colá-lo ao Partido Socialista, tentando dessa forma denegrir, sem grande sucesso, a meu ver, uma candidatura honesta e genuinamente preocupada com a freguesia do Muro.

Endereço daqui o meu total apoio e a minha admiração por estas pessoas, por estes bravos cidadãos que abdicam do seu tempo livre para lutar por aquilo em que acreditam, que não recorrem à baixeza do panfletismo, que não promovem o ataque pessoal, que não camuflam a falta de ideias com brindes e confetes e que têm um historial de dar de si pelos seus, sem casos de compadrio ou situações nebulosas. Sempre pelo Muro. Sempre independentes. É grande o orgulho de vos ter como meus conterrâneos e é maior ainda a admiração que sinto por cada um de vocês. Força! Estou certo que os murenses saberão reconhecer quem sempre esteve do lado deles, com o Muro e os murenses no centro das suas prioridades, e não ao serviço de hierarquias partidárias que só se lembram do comum cidadão quando andam em campanha! Que o Muro continue a dizer SIM!

Fotografia: Página no Facebook da candidatura SIM - Sempre Independentes pelo Muro

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.