Apatia

por Alexandra Santos 0

Vives num estado

De coma induzido.

Não sabes quem és,

Apático vencido…

 

Para evitar a dor

Preferes não viver.

Para evitar sofrer

Preferes não querer…

 

Já tudo acabou

Mesmo antes de começar.

Já tudo terminou

Mesmo antes de iniciar…

 

O teu coração pertence

A um cérebro inerte,

Que prefere não pensar,

Que já nada adverte…

 

Que esperas tu do mundo

A não ser a morte?

Que esperas tu de ti

A não ser a sorte?

 

Luta contra o marasmo

Que te define!

Não permitas que a cobardia

Te confine!

 

Morto já te encontras,

Nada tens a temer!

Aproveita a luz do dia,

Da madrugada ao anoitecer!

 

In Palavras Sussurradas, livro de poesia de Alexandra Santos

 

Foto via Theo-sophical Ruminations

Alexandra Santos

Alexandra Santos nasceu em 1980, em S.Romão do Coronado, concelho da Trofa, onde ainda reside. Licenciou-se em Ensino de Português e Inglês pela Universidade do Minho em 2003, tendo trabalhado sempre, a partir daí, na área da educação. Devido ao gosto pela escrita, tornou-se igualmente escritora, sendo a autora do livro de poesia Palavras Sussurradas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.