onde todos AjUdam nadA cUstA!

por Silvéria Miranda 0

Já há algum tempo que acompanho, dentro do que me é possível, o trabalho da AUAUA (Associação Um Animal Um Amigo) e de outras associações semelhantes. É um trabalho difícil, que muitos de nós não nos disponibilizamos para fazer, mas que nos diz respeito a todos. Destas associações fazem parte pessoas de bom coração, que gratuitamente limpam chichis, cocós, bolas de pelo e até feridas dos animais que nós, sociedade em geral, não queremos, maltratamos e/ou abandonamos. Mas são pessoas que, lá está, reconhecem em cada animal um amigo, um patudo mais leal que muitos humanos e que veem isso como recompensa. Mas isso não chega. Tratá-los traz custos e o dinheiro para tratar tantos e tão difíceis casos que por vezes surgem é escasso.

A AUAUA tem, a meu ver, feito o que pode para tentar arranjar formas de pagar as suas despesas e só não ajuda praticamente quem não quer, porque muitas são as formas de o fazer. Sei que talvez a forma mais desejada fosse a adoção destes animais, mas apelo sobretudo à adoção consciente e sei que nem sempre é fácil ter tempo, espaço e até dinheiro para prestar os cuidados básicos a um animal de estimação. Mas podem sempre tornar-se sócios da AUAUA (20€ anuais que dão direito a algumas vantagens, nomeadamente a alguns tratamentos na clínica parceira – Casa de Saúde Animal) ou, caso este valor seja demasiado alto para as vossas possibilidades, podem passar na loja da Associação (na zona da rotunda do Catulo, junto à Vodafone) onde encontram um sem número de artigos a preços reduzidos. Desde acessórios, brinquedos e outros produtos para os vossos animais de estimação até livros, roupa, calçado, etc. para os donos. Tudo a preços reduzidos (ainda há dias comprei lá um livro a 0,50€ que não era filho único, só não lê também quem não quer!), inclusive roupa em bom estado e outras parafernálias que dão sempre jeito! Podem, ainda, doar artigos que possam ser depois vendidos pela AUAUA.

Podem doar-lhes ração ou qualquer outro produto essencial para a vida destes animais, podem comprar qualquer coisa que tenham em disponível no stand que ocupam na Expotrofa até ao final do dia de hoje e, quem sabe, trazer um novo amigo para casa (ou combinarem com os voluntários e irem passear alguns amiguinhos de quatro patas um dia destes). Tudo é possível e, vão por mim, por pouco que nos pareça que estamos a ajudar, fará sempre a diferença!

Silvéria Miranda

Sempre tive como velha máxima que os factos são sagrados e as opiniões livres. Foi com essa premissa que criámos este espaço e é por ela que me rejo em cada palavra que aqui escrevo. Sem qualquer interesse que não o de ajudar a construir uma Trofa melhor, mais justa e apelativa, digo orgulhosamente que sou tanto da Trofa como a Trofa é minha!

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.