Um Vale do Coronado com gente dentro!

por Márcia Pinto 0

Aqui há tempos, uma pessoa me perguntou qual é o lugar que serve de referência em São Romão do Coronado, pois na sua opinião não havia num lugar que lhe viesse à memória quando se referia a São Romão. Deu -me até alguns exemplos de outros lugares noutras freguesias, mas não encontrou nenhum para São Romão.

Apanhada desprevenida falei-lhe que havia o Largo dos Correios, o Largo da Igreja, o Largo do Seixinho, mas foram referências em vão. Nada lhe fez voltar atrás no que pensava. Fiquei a pensar que não tinha sido eficaz na descrição desses lugares. Talvez se lhe sugerisse que passeasse pelo Largo dos Correios ao domingo de manhã ou participasse na inauguração das obras de reabilitação da Igreja de São Romão ou então se lhe contasse quem faz a manutenção do jardim do Largo do Seixinho, talvez essa pessoa compreendesse porque é que esses lugares são uma referência. Esses lugares só são de referência para quem os visita, para quem os habita e para quem realmente os vive. Porque esses lugares são feitos de pessoas!

- Pessoas da Idade Maior que fazem do Largo do Correios um ponto de encontro ao domingo de manhã: aqui ouvem-se histórias de vida! Seria bom e útil aproveitar o seu conhecimento adquirido ao longo da vida.

- Líderes, para crentes ou não, é na Igreja que se tem encontrado um líder capaz de mover uma população para dar uma nova vida a lugares que são vividos por todos; bastaria mais 1 ou 2 líderes assim para que qualquer obra de requalificação fosse concretizada; não precisaríamos de Presidentes de Junta ou de Presidentes de Câmara para responsabilizar a falta da obra que fosse.

Padre Rui Alves - Fotografia de Joaquim Manuel Ramos

- Gente com entusiasmo no que faz! A manutenção do jardim do Largo do Seixinho é da responsabilidade de uma pessoa que se dedica voluntariamente e que dentro dos recursos disponíveis, faz o melhor que pode.

Sr. César

Talvez não tenhamos o Largo dos Correios mais emblemático, nem a Igreja seja um ícone da arquitetura, talvez o jardim do Largo do Seixinho não seja o mais bonito da Trofa, nem o mais perfeito! Mas aqui há quem se dedica ao que faz com toda a sua alma e generosidade. Talvez se houvesse mais apoios, estes lugares se transformassem em lugares de referência para as pessoas de fora. Mas ainda assim, não haveria lugar nenhum que superasse o lugar das pessoas; esse lugar chama-se gente de valor. Porque o melhor do mundo não são coisas, nem lugares, são pessoas! Porque são as pessoas que têm a capacidade de mudar o mundo, de transformar cidades, de desenvolver  vilas, de renovar lugares e gerar ruas com gente dentro!

Talvez o que penso se aplique aos lugares de todo o mundo, mas sendo eu do Vale do Coronado sei que o melhor desta Vila são as pessoas!

Cortejo no dia da Inauguração das obras de reabilitação da Igreja de São Romão do Coronado

(este texto é dedicado a todas as pessoas, crentes e não crentes, que participaram com a sua dedicação e sacrifício à ornamentação das ruas de São Romão do Coronado no âmbito da Peregrinação a Nossa Senhora de Fátima e a todas as pessoas que há um ano participaram nos cortejos de angariação de fundos para as obras de reabilitação da Igreja de São Romão do Coronado).

Márcia Pinto

Indigno-me com a desonestidade, o aproveitamento sociopolítico, a mediocridade e superficialidade com que se trata dos assuntos da comunidade em geral, em prol dos interesses pessoais. Manifesto-me quando sinto o desprezo pelos assuntos relacionados com os mais desprotegidos socialmente: crianças e idosos. Lema de vida: Se não tens a oportunidade de fazer grandes coisas, faz pequenas coisas de forma grandiosa.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.