Carta emocionada ao meu querido dente

por Hélder Castro 0

 

"Querido dente,

Lembro-me quando apareceste, não davas nas vistas, estavas escondido, nunca pensei que te viesses a revelar.
Desde à 3 semanas, começaste a mostrar que ali estavas, que o meu Amor por ti seria forte. De levezinho começaste a fazer doer o meu coração, pensei que fosse uma pequena paixão, mas depressa se tornou num Amor intenso.
Atacaste o meu pobre coração, cada dia que passava era mais intenso, mais te fazias sentir em mim.
Deixei de comer, deixei de sair, deixei de andar de bicicleta, deixei de escrever, deixei de pensar, deixei de dormir, só pensava em ti. A dor do nosso Amor era tanta, que tive que recorrer a antibióticos, mas até eles foram derrotados pela tua força em mim.
Nunca me tinha acontecido, fui apanhado desprevenido, era um vagabundo que seguia o teu Amor.
Foi duro, foram 3 semanas intensas, de muita dor. Como alguém pode cair assim de Amor?
O cupido acertou em cheio no meu peito.
Tive de pedir ajuda, e os psicólogos deste tipo de Amor, os dentistas, disseram que estavas com cáries, e que querias crescer e não tinhas espaço. Mas, e o que cresceste no meu coração?
Aiii dente, o que doeu saber que te tinha que tirar de mim. Hoje tenho pontos que estão no teu lugar, mas quando eles saírem, irei sentir um vazio que nunca será preenchido.
Quando te vi na mesa do dentista o meu mundo parou, como o teu interior é lindo! Como nos puderam fazer isto?
Vai dente, vai e leva contigo toda a dor que me causaste. Ficará a memória do que sofri pelo nosso Amor.


PS: Foram tantas as vezes que me fod#$-te, espero que tenhas usado proteção, se tiveres algum rebento dentro de ti, procura-me irei assumir tudo o que possa acontecer.

Do teu Amor beijo"

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.