Propostas da CDU para a União de Freguesias de Bougado

por Silvéria Miranda 0



Os mais atentos já terão reparado que ainda aqui não falamos, relativamente à Trofa, da CDU. No que diz respeito a estas autárquicas, a verdade é que ainda não tinha chegado muita informação até nós e, por isso mesmo, decidimos ir nós até à informação. Foi fácil, muito fácil chegar à conversa com um dos membros desta Coligação (PCP-PEV) e poder trocar algumas ideias sobre a Trofa e não só. Nesta conversa, uma crítica por mim apontada à CDU-Trofa foi a falta de comunicação para com o exterior, nomeadamente através da utilização das redes sociais, que são gratuitas. Esta crítica que, aliás, é um pouco transversal à CDU a nível nacional, cuja estratégia de comunicação precisa de ser repensada, foi tida em conta e surgiu, ontem, a página da CDU União das Freguesias de Bougado. Pessoalmente, considero positivo que se tenha meditado sobre esta sugestão e a mesmo sido considerada uma mais-valia e posta em prática. Pode já faltar pouco tempo para estas eleições, mas fica aqui uma página que espero que chegue até alguns até 29 de setembro de 2013 e que continue a ser seguida pelos cidadãos trofenses, para que todos possam avaliar mais um dos intervenientes políticos do concelho e onde, espero, também informação mais virada para o concelho como um todo surja.

Relativamente à informação que já chegou até mim (clicar nas imagens acima para aumentar) quanto às propostas da CDU para esta União de Freguesias de Bougado, as mesmas passam por:

– dotar a freguesia de mais espaços verdes e de lazer;
– tornar a agenda cultural da freguesia mais diversificada e divulgada, contemplando eventos para todas as gerações (efectivamente, muito se fala dos extremos, jovens e idosos, deixando o meio termo sem tantas alternativas);
– tornar as estradas mais seguras e  melhorá-las, pois só assim se potencia o desenvolvimento industrial;
– melhorar o apoio ao associativismo, pois dizem que o mesmo “é insignificante, irrisório e errático”;
– apostar na feira semanal (que tem vindo a perder qualidade e quantidade de feirantes);
– promover o contacto com os fregueses, pois só assim se terá uma junta de qualidade;
– promover o aproveitamento de espaços como varandas e quintais para a produção de produtos hortícolas;
– criar o Guia do Novo Habitante;
– ouvir a população para que se reorganize a iluminação pública em função das reais necessidades;
– cuidar da manutenção de passeios e passadeiras sem obstáculos para a circulação de cidadãos com mobilidade reduzida;
– disponibilizar aconselhamento jurídico na Junta de Freguesia;
– fornecer formação e acompanhamento dos agricultores da freguesia;
– criar uma feira agrícola para pequenos produtores da freguesia;
– divulgar o nosso património de forma a dinamizar as empresas;
– envolver os jovens na Semana da Juventude;
– criar centros de dia;
– promover, juntamente com as associações locais, práticas de turismo, preservando sempre o património natural;
– continuar a reivindicar uma casa mortuária em Santiago de Bougado;
– promover formações sobre assuntos do dia-a-dia, como a gestão de orçamentos familiares, por exemplo;
-combater o fecho de certos serviços públicos, ao contrário do que aconteceu com a escola de Cidai.

Para além de vos apresentar as propostas da CDU como já aqui fiz com o MIT, o BE e oPSD/CDS-PP (na falta de um programa eleitoral mais detalhado por parte do PS, disponibilizarei aqui os panfletos que chegaram até mim nos próximos dias), serve, então, este post para vos dizer que também podemos ir nós até à informação, que os políticos não mordem e que “avaliá-los” num contexto mais particular, sem a euforia dos convívios, nos permite uma leitura mais atenta face aos candidatos que se nos apresentam. Este é um direito nosso e, mais que isso, um dever!

Silvéria Miranda

Sempre tive como velha máxima que os factos são sagrados e as opiniões livres. Foi com essa premissa que criámos este espaço e é por ela que me rejo em cada palavra que aqui escrevo. Sem qualquer interesse que não o de ajudar a construir uma Trofa melhor, mais justa e apelativa, digo orgulhosamente que sou tanto da Trofa como a Trofa é minha!

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.