Funcionários da Câmara da Trofa “sem funções”?!

por João Pedro Costa 0

A notícia veio a público na sequência da reunião do executivo Camarário, do passado mês de janeiro. No período de intervenção do público o trofense Luís Pinheiro, no exercício dos seus direitos de munícipe, questionou o executivo sobre rumores da existência na Câmara Municipal da Trofa de “seis ou sete pessoas sem funções”, mostrando mesmo preocupação para cerca de 210 mil euros/ano de custos sem o devido proveito, em claro prejuízo do erário público. Referiu mesmo o indignado Luís Pinheiro “assim não é correto”.

O presidente Sérgio Humberto mostrou-se totalmente desconhecedor dos factos, tendo mesmo referindo que “se isso se passar realmente é grave”.

Pessoalmente também acho que estamos perante um caso de enorme gravidade, não se trata de um caso isolado mas de 6 ou 7 funcionários! Um complô ou uma realidade?

Em forma de promessa declarou ainda o presidente “vamos abrir junto de todas as Chefias uma averiguação para ver o que se passa e se alguém assumir isso vamos estar atentos, porque se não faz nada é realmente demasiado grave”.

Aguardemos que a possibilidade deixada de “abrir um processo de inquérito”, não se trate de uma mera possibilidade... Podemos estar perante um crime hediondo, severamente penalizado pelo direito laboral, devendo, por isso, os rumores ser prontamente esclarecidos para bem de todos.

Refere ainda a mesma notícia que "nenhum dos membros do executivo eleito pela Coligação Unidos pela Trofa prestou qualquer declaração sobre o assunto”. Esperemos que não se trate ainda de um prejuízo de maiores proporções para os trofenses, pois se multiplicarmos os referidos 210 mil euros/ano pelos 4 anos de mandato e a perda de produtividade de ativos humanos da CMT os custos poderão ascender a mais de 1 milhão de euros...!

 

Comentários

  1. Alfredo  Costa

    O sr. JOSÉ MAGALHÃES tem razão. De facto fez muito pior com outros Doutores! Efetivamente evidenciou-se a destratar... os funcionários. Estou na Alemanha, só agora li as declarações supra, são inqualificáveis. Poderia qualifica-las, mas nem são dignas de qualquer cidadão. Muito menos de um irresponsável ! Que não assume as barbaridades que praticou é muito menos, aquilo que declara com perjúrio! Agradeço a atenção dos Trofenses! (Os dignos). Obrigado!

    1. Alfredo  Costa

      Pior? Já basta assim!

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.