A esmagadora maioria da população do Muro mantém boicote eleitoral

por João Mendes 0

Depois de mais um boicote que levou a freguesia do Muro até às páginas do jornal francês Libération, a lei foi cumprida e as urnas abriram esta Terça-feira. No entanto, a esmagadora maioria da população da freguesia manteve-se firme e deixou a secção de voto às moscas. Se considerarmos o número de eleitores inscritos por altura das eleições Legislativas - 1618 - os 37 murenses que foram ontem votar correspondem a pouco mais de 2% do eleitorado da freguesia, um número que ilustra, por si só, o estado de espirito da população. 

Insisto naquilo que aqui escrevi no meu último texto para reafirmar que só estranhei a ausência de boicote nas Legislativas de Outubro. E fico na dúvida sobre o que acontecerá em 2017 quando todos os trofenses forem chamados a escolher o próximo executivo camarário. Em 2013 as urnas abriram e deram uma vitória tangencial à coligação Unidos pela Trofa, por escassos 58 votos. Teremos novo boicote para lá da ponte da Peça Má?

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.