A CARTA

por João Pedro Costa 0

Sérgio Humberto começa a criar sérios constrangimentos ao seu partido, o PSD, facto a que não é alheia a carta de elogio enviada pelo Secretário-Geral do PSD, José Manuel Matos Rosa, ao Hermano Martins, Diretor do Jornal “O Notícias da Trofa” a quem tem sido sonegada informação e com quem a Câmara Municipal da Trofa, pelas mãos do seu presidente, assumiu um corte de relações pouco depois da sua eleição (!), lançando acusações infundadas sobre aquele órgão de comunicação social (conforme referi aqui) e ainda, mais recentemente, com a censura à Trofa TV na já famosa “reunião do Muro”, que levou a uma tomada de posição do sindicato dos jornalistas, cujo facto também comentei aqui.

Esta “perseguição” de enorme gravidade não é isolada, e do mesmo se vem dando queixa a Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação da Trofa, a quem não foi prestada qualquer ajuda financeira nos dois anos já decorridos deste executivo, queixando-se ainda a Cruz Vermelha de não estar a ser cumprido um protocolo anteriormente assinado, que inclusive se renovou no passado mês de dezembro de 2014 por mais três anos, para o serviço de refeições aos mais carenciados do concelho da Trofa, como aliás também já esclareci aqui. A excelência do trabalho desta delegação, que se estende para além das fronteiras da Trofa, não a coibiu de se lançar, num projeto próprio, um livro denominado “A Inocência das facas” que sensibiliza para as desigualdades (liberdades individuais, violência infantil, igualdade de género, direitos dos animais, etc…), que foi galardoado pelo Governo de Portugal (do PSD) com o prémio “VIDARTE – Arte contra a violência doméstica”. Conforme foram amplamente noticiados pelos meios de comunicação social locais e nacionais, tendo merecido o momento a presença de quatro secretários de Estado para receber a Delegação da Cruz Vermelha, no passado dia 16 de outubro. Relevando a Trofa pela positiva e ao mais alto nível, conforme se vê aqui.

Ao mais alto nível esteve igualmente o Clube Slotcar da Trofa quando, pelos seus próprios meios e mérito reconhecido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, pelas boas práticas associativas, mereceu no dia 24 de julho passado, no âmbito do roteiro do associativismo uma vinda do secretário de Estado do Desporto e Juventude, Dr. Emídio Guerreiro (conforme peça jornalística que pode ser acompanhada aqui), tendo, desde essa altura, por factos que se desconhecem, sido alvo de notificações estranhas, que violam contratos e acordos estabelecidos, que VARREM O INTERESSE PÚBLICO PARA DEBAIXO DO TAPETE e mais grave, antevê prejuízos graves aos cofres do município por erros crassos destes gestores.

Ou o PSD nacional, nas poucas vezes que considera a Trofa, está mal ou os seus representantes locais estão a meter o pé na poça…

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.