“Minas e Armadilhas” na Câmara Municipal da Trofa?!

por João Pedro Costa 0

Quem o referiu no seu facebook foi a chefe de gabinete do presidente da Câmara Municipal da Trofa, Zita Formoso. Publicou fotografias do interior do edifício da Câmara Municipal, onde se visionavam os cães da GNR, supostamente a fazer uma rusga pelas salas de trabalho, conforme a fotografia demonstra e com o seguinte comentário: “Começar o dia a brincar com os cães da Equipa de Minas e Armadilhas é um privilégio. Obediência ao mais alto nível!”.


Preocupado com o que se estava a passar no interior da Câmara Municipal do nosso concelho, dado que os “melhores amigos do homem” só intervêm quando há perigo de atentado terrorista, vasculhei informações pelas redes sociais e, nada! No site oficial da Câmara Municipal da Trofa, total omissão, o que agudizou ainda mais a minha preocupação! Será que algo se está a passar na CM da Trofa e alguém está em perigo?
Procurei tranquilizar-me e reli, calmamente, a frase publicada: falava em “brincar” e “privilégio” o que me levou a deduzir que o ambiente era tranquilo e até de alguma diversão! Facto que lançou em mim um misto de “conforto”, porque, em princípio, não seria nada de grave e de “irritação” pela falta de informação (apanágio deste executivo) que tinha incitado em mim um sentimento de preocupação, talvez desnecessário, se calhar tratava-se apenas da demonstração de paixão por cachorrinhos da Dra. Zita!

Mais tranquilo pelo raciocínio, que não passou de mera suposição, dei por mim em reflexão:
E se um qualquer funcionário de uma qualquer empresa privada tivesse colocado nas redes sociais uma fotografia e texto com este conteúdo - o que diria o seu superior ou o dono da empresa? Afinal, a falta de clareza poderia induzir em pânico, dúvidas no mercado, perda de confiança e abaixamento de vendas! O caso não seria para menos - processo disciplinar.
Processo disciplinar, se calhar, também para o professor que tirando fotografias do interior de uma sala de aulas sem prévia autorização superior e, colocando no facebook, alarmava os pais dos alunos que rapidamente entupiriam os telemóveis dos seus filhos, preocupados com uma qualquer “ameaça de bomba”!
E tratando-se de um rato? O tratamento seria igual, como o dado aos obedientes cães, ou ao invés entraríamos numa cena rocambolesca digna de um ambiente doméstico, mas passada na sala do presidente da Câmara Municipal da Trofa, com as senhoras, Zita e Lina, aos gritos em cima da mesa, enquanto o Sérgio, o Renato e o Azevedo, de vassoura na mão a afugentar o coitadinho do ratinho? ...  


Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.