A arte de estar onde não se está

por João Mendes 0




“Roubei” esta foto de uma publicação na página da JS Trofa que é deveras engraçada. Uma foto que encontrei na página de Facebook do edil, com uma ligeira alteração que não muda em nada a origem da crítica socialista. Um daqueles momentos em que a propaganda parece ter falado mais alto do que o bom senso.

Na sua página de Facebook, por ocasião do concerto dos Meninos Cantores num evento solidário que reverteu a favor da APPACDM e que se realizou na passada Sexta-feira, dia 17 de Abril, no auditório dos Bombeiros Voluntários da Trofa,  o presidente da câmara fez um apelo aos trofenses: “Juntem-se a nós”. Lendo tal publicação, é natural assumir que Sérgio Humberto estaria presente no certame. Até porque, se a ideia era apoiar a iniciativa apesar da impossibilidade de estar presente, nada de errado haveria em convidar os trofenses para se associarem a esta causa.

O problema é que, segundo a JS Trofa, nem Sérgio Humberto, nem qualquer outro membro do executivo camarário afecto à coligação Unidos pela Trofa esteve no local. Estranho. Será que Sérgio Humberto domina a arte estar onde não se está ou terão os jovens socialistas feito de conta que não o viram?

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.