Europeias 2014: o efeito Marinho Pinto

por João Mendes 0

O senhor na foto, a par da abstenção, é um dos grandes vencedores das eleições europeias na TrofaSem estrutura local, o MPT de Marinho Pinto (sim o MPT de Marinho Pinto, sem ele é apenas o MPT dos 0,X%), que foi a grande estrela da noite eleitoral de Domingo ao conseguir o épico 4º lugar a nível nacional, à frente do Bloco de Esquerda, conseguiu uma votação superior à média nacional no nosso concelho, obtendo um surpreendente 3º lugar!

O que terá levado tantos trofenses a votar no MPT? Poderá parecer uma questão de difícil resposta quando se trata de um partido sem grande expressão local. A título de curiosidade, nas últimas Europeias este partido obteve uns inexpressivos 0,38% no nosso concelho, percentagem que correspondeu a apenas 51 votos. Mas, passados 3 anos, a votação deste partido sobe para os 8,17%, um estrondoso crescimento de quase 8 pontos percentuais que corresponde a 927 votos. Estamos a falar de um crescimento que ronda os 1500% e que corresponde a cerca de 25% do total de votos obtidos pela coligação Aliança Portugal que venceu na Trofa. A resposta para este aparente paradoxo poderá, contudo, ser mais simples do que aparenta ser.

Marinho Pinto, homem sem medo ou papas na língua, foi o grande catalisador do descontentamento generalizado de um país à beira de um ataque de nervos. A Trofa não fugiu à tendência. Sem grande atenção dos media ou financiamentos milionários que caracterizam as campanhas dos partidos do chamado “arco de governabilidade”, o efeito Marinho Pinto deriva, essencialmente, de uma figura respeitada e frontal que chama “os bois pelos nomes” e que afronta o poder instituído que vai apodrecendo lentamente. O antigo bastonário da Ordem dos Advogados corporiza o voto de protesto contra o sistema, fala a língua do português comum e cospe a verdade na cara dos corruptos. Motivos mais que suficientes para este crescimento inesperado.

Perante tudo isto, a conclusão a que chego é que uma parte significativa do eleitorado trofense se revê neste discurso de denúncia e crítica feroz ao folclore político dos partidos tradicionais. Com uma abstençao fortemente penalizadora para o bloco central local, perante um Bloco bicéfalo em processo de desintegração e um PCP a verificar um resultado em linha com anteriores actos eleitorais, o MPT de Marinho Pinto consegue um resultado histórico no concelho da Trofa, chamado a si o descontentamento da nossa população, resultado esse que poderá trazer outras surpresas num futuro próximo. Para quando uma concelhia do MPT na Trofa? As Legislativas estão ai!

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.