Europeias 2014 e a Trofa

por João Mendes 0

Arrancou hoje oficialmente a campanha eleitoral para as eleições europeias de 2014. Em jogo está a eleição dos 21 deputados que irão representar os interesses de Portugal em Estrasburgo e Bruxelas. E, como poderão imaginar, as repartições dos partidos políticos sediadas na Trofa não deixarão passar a efeméride em branco. Aliás, a campanha já começou na passada semana com a visita de Elisa Ferreira ao nosso concelho. Serão semanas onde, num país sem dinheiro, assistiremos ao derreter de milhões de euros, parcialmente gastos em propaganda barata e sem conteúdo.

A ver vamos o que nos reserva esta campanha. Estou certo de que muito se falará sobre alguns investimentos estratégicos, permanentemente adiados por PSD e PS, que vão atrasando o desenvolvimento do nosso concelho. Ouviremos políticos a falar sobre variantes, sobre o metro e eventualmente sobre o estado das nossas estradas. O mais certo é que, apesar do súbito interesse, tudo continue como está.

Uma vez mais, o E a Trofa é minha assume aqui a sua única promessa eleitoral para as eleições de dia 25 (e para quaisquer outras que aconteçam enquanto cá estivermos): estar atento a todas as movimentações e, nesse sentido, tentar acompanhar as visitas de circunstância, as declarações eleitoralistas, as promessas que forem feitas e as manobras partidárias que se forem verificando. E, tal como o fizemos durante as Autárquicas, tentaremos ser imparciais e coerentes no esmiuçar da coisa e não desapareceremos após o acto eleitoral, tal como nos foi vaticinado no passado pelos “anónimos” do costume. Cá estaremos, “heréticos e desnaturados”, com o objectivo de providenciarmos aos nossos leitores o máximo de informação possível que eventualmente os ajude a uma escolha mais ponderado do sentido do seu voto. Esperamos estar à altura! Obrigado por nos acompanharem!

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.